Ceará deve ter mais de 2,7 mil vagas de emprego temporário abertas para o Natal


 Ceará deve ter mais de 2,7 mil vagas de emprego temporário abertas para o Natal



O comércio varejista cearense deve abrir 2,7 mil vagas de emprego neste fim de ano, segundo as projeções da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O número de vagas ofertadas neste ano representa um resultado 26,75% inferior ao visto em 2019, quando o saldo de ofertas de emprego girava em torno de 3,7 mil.


Considerada a melhor data para as vendas do varejo, o Natal deve movimentar cerca de R$ 37,5 bilhões em 2020, segundo o estudo da CNC. Mesmo com os efeitos sentidos pela pandemia do novo coronavírus, a expectativa de faturamento do comércio ainda é superior ao visto em 2019 (R$ 35,9 bilhões).


Segundo o estudo, mesmo que neste ano o cenário econômico apresente perspectivas favoráveis para o consumo, com a queda da inflação e a redução dos juros, o comportamento das vendas seguirá o ritmo da "regeneração do mercado de trabalho".


"Apesar da inflação baixa e dos juros básicos no piso histórico, o comportamento das vendas seguirá ditado pelo ritmo de regeneração do mercado de trabalho, pela evolução das vendas online e por medidas voltadas para mitigar os efeitos da recessão, como, por exemplo, o auxílio emergencial", diz o documento.


Em todo o País, a estimativa é que 70,7 mil postos de trabalho temporários sejam gerados para atender a demanda do período. O número de vagas é 19,7% menor ante os 88 mil postos criados em 2019. Apesar da queda, o Ceará está entre os dez primeiros Estados com maior geração de vagas temporárias em todo o Brasil.


Confira o ranking: 

 

1. São Paulo: 17,90 mil

 

2. Minas Gerais: 8,33 mil

 

3. Rio de Janeiro: 6,92 mil

 

4. Rio Grande do Sul: 6,02 mil

 

5.Santa Catarina: 5,33 mil

 

6.Paraná: 4,27 mil

 

7.Pernambuco:3,23 mil

 

8. Ceará: 2,71 mil

 

9. Bahia: 1,89 mil

 

10.Goiás: 1,52 mil


Com informações do Diário do Nordeste.

Postar um comentário

0 Comentários