sábado, 16 de dezembro de 2017

Imagens do açude Orós em 2017 com seu nivel mais baixo dos ultimos anos


Com menos de 8%, O nível do açude Orós baixou e, pela primeira vez, ruínas da antiga Conceição, demolida e inundada para dar lugar a um dos maiores reservatórios da região,
Este sujeito está em cima da torre de uma igreja daquela antiga vila.                               


Depois de 53 anos submersas, as memórias de moradores da Conceição do Buraco, a 344 quilômetros de Fortaleza, voltaram à tona. O nível do açude Orós baixou e, pela primeira vez, ruínas da antiga Conceição, demolida e inundada para dar lugar a um dos maiores reservatórios da região, reapareceram com a pior seca dos últimos 50 anos no Ceará, segundo Site da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Construção
A construção foi iniciada na década de 1950, no governo de Juscelino Kubitschek. Ainda quando estava em construção, em 1960, o açude provocou uma grande inundação deixando vários vilarejos completamente alagados.

O mais famoso deles é Conceição do Buraco, hoje conhecido como Guassussê. Na época, o Rio Jaguaribe, que abastece o açude, passou por uma grande cheia fazendo com que o Orós transbordasse e sofresse um arrombamento parcial.

Concluída
Concluído em 1960, Açude Orós, é o segundo maior açude público para múltiplos usos do Ceará, e tem um volume total de 1,940 bilhões métricos cúbicos, mas atualmente está com 6,50% da capacidade, de acordo com Sita da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do estado (Cogerh). É o nível mais baixo desde da sua construção.

Para conhecer ou reconhecer a antiga Conceição do Buraco, foi preciso navegar cerca 55 minutos pelas água do Orós. Os primeiros sinais da Vila são os tijolos e os restos de moinho de farinha, e as parede das casas não existe mais, só alguns tijolos mesmo com passa do tempo alguns deles continua intacta.

0 comentários:

Postar um comentário