quinta-feira, 30 de julho de 2015

Prefeitura de orós entrará no movimento da paralisação

Será no dia 31 de julho de 2015,  onde todas as prefeituras do Ceará farão uma paralisação em de mais valorização do municipios do Ceará e de todo Brasil. E orós está incluído conforme foi publicado no site do governo municipal deste município.

Notícia boa pro Ceará-agricultura familiar

projeto de lei que prevê a mudança está sendo elaborado pelo governador Camilo Santana 
Assim como acontecerá em âmbito nacional, 30% dos alimentos comprados pelo governo estadual serão provenientes da agricultura familiar para estimular a produção e, consequentemente, a economia no interior cearense. O projeto de lei que prevê essa mudança está sendo elaborado pelo governador Camilo Santana, em parceria com gestores da Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) e da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA). Assim que for finalizada, a proposta deverá ser encaminhada à Assembleia Legislativa para votação, em caráter de urgência, para que as compras comecem a ser feitas ainda neste semestre.
"Estou vendo como, legalmente, faço isso, pois todos os nossos fornecedores são licitados, e esses fornecedores que prestam serviço ao Estado terão que adquirir pelo menos 30% dos produtos alimentícios da agricultura familiar", disse Camilo Santana, durante o lançamento do Plano Safra Agricultura Familiar 2015-2016 em Fortaleza, realizado ontem.
As escolas estaduais e municipais brasileiras, por exemplo, já compram gêneros alimentícios de agricultores familiares, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). "O que eu quero, em âmbito estadual, é inserir outras áreas do governo, como a área da Justiça, por exemplo. Gastamos muito com alimentos nos presídios", explicou.
Organização
Segundo o titular da SDA, Dedé Teixeira, o governo fará um trabalho de organização com os agricultores familiares cearenses para atender à nova demanda do setor a partir da aprovação do projeto de lei.
"É um grande mercado que se abrirá para os homens e as mulheres do campo do Ceará. A gente precisa, urgentemente, finalizar esse projeto de lei e encaminhá-lo para votação. Ao mesmo tempo, temos que organizar os trabalhadores, pois necessitamos de produção suficiente para alcançarmos esse objetivo", destacou o secretário.
Lançamento
A solenidade de lançamento do Plano Safra Agricultura Familiar contou com a presença do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, que falou sobre os 20 anos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).
Neste ano, serão destinados ao setor R$ 28,9 bilhões, um aumento de 20% sobre o valor aplicado na safra passada. As taxas de juros do programa permanecem negativas, variando de 2% a 5,5%, dependendo da região e do valor financiado. Os agricultores do Semiárido têm condições diferenciadas, com índices entre 2% e 4,5%. Taxas menores foram mantidas para os segmentos de baixa renda.
Contratos
Para o Ceará, está prevista a assinatura de 140.220 novos contratos para financiamentos de projetos ligados à agricultura familiar e à agroindústria. Ao todo, R$ 698 milhões poderão ser contratados por programas de financiamento, a exemplo do Fundo Estadual de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Fedaf), Pronaf, além de outros, como o crédito fundiário da Caixa Econômica Federal, que disponibiliza recursos de até R$ 1,2 milhão para custeio de projetos produtivos. O volume destinado ao Plano Safra 2015-2016 no Ceará representa um aumento de 41% frente ao período 2014-2015.
Raone Saraiva
Repórter

quarta-feira, 29 de julho de 2015

ORÓS CEARÁ-A CIDADE DO POVO FELIZ

ORÓS É UMA CIDADE DO INTERIOR DO CEARÁ, QUE APROXIMADAMENETE RESIDEM NELA CERCA DE VINTE DUAS MIL PESSOAS. NESSA CIDADE EXISTEM PESSOAS DE VARIAS CLASSES SOCIAIS, MAS O QUE PODE FAZER A DIFERENÇA EM CADA CIDADE É A DIGUINIDADE DE CADAPESSOA QUE HABIATA NELA, " VIVA NOSSO ORÓS"

terça-feira, 28 de julho de 2015

GREVE DAS PREFEITURAS DO CEARÁ SERÁ NESTE DIA 31 DE JULHO DE 2015

Para denunciar a atual situação de crise financeira das administrações municipais devido à seca e políticas nacionais e estaduais que impactam sobre a economia municipal, as prefeituras do Ceará fecharão as portas no dia 31 de julho. 

Não haverá expediente interno e somente a emergência hospitalar estará funcionando normalmente. A meta é chamar a atenção dos parlamentares, governo federal e estadual, imprensa e a população sobre as dificuldades enfrentadas pelas gestões municipais. O movimento é coordenado pela APRECE - Associaçao dos Municípios do Ceará.

O eixo principal será o Novo Pacto Federativo. Na ocasião também serão discutidos temas como a saúde, educação, assistência social, seca, entre outros. A crise é o reflexo do desequilíbrio das finanças municipais e evidencia que a receita recolhida hoje não satisfaz ao acréscimo de responsabilidades repassadas aos municípios pela União.

O dia 31 será um ato público onde prefeitos, prefeitas e população irão debater sobre a atual situação e os problemas que afligem o município e, ao mesmo tempo, um movimento estadual preparatório para a mobilização nacional que acontecerá no dia 5 de agosto em Brasília.

FONTE: BLOG DO FABRICIO MOREIRA

PLANO SAFRA 2015-2016, CEARÁ

O lançamento do Plano Safra 2015-106 é um marco na história de lutas e desafios da Agricultura Familiar no Brasil. Com os cerca de R$ 689 milhões que podem ser disponibilizados para o Ceará via Banco do Nordeste do Brasil e Banco do Brasil, a meta agora é implementar e fortalecer essa política pública. Exército, escolas, órgãos de governo deverão ser um dos principais compradores destes produtos, que respondem por 73% da produção agrícola.

Como secretário de Desenvolvimento Agrário, meu esforço será o de manter essa ação de Governo como estratégica para o fortalecimento do setor no Ceará. Com a nomeação do presidente da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), o atendimento aos produtores ganha mais compromisso por parte do Governo Federal, melhorando o processo produtivo, da agroindústria familiar até o cooperativismo e a produção agroecológica.

O Estado cumpre o seu papel de fomento e amplia seu raio de atuação para a agricultura familiar em vários segmentos como juventude, mulheres, povos quilombolas e indígenas.

Quando atingimos 20 anos de criação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), foram anunciados R$ 28,9 bilhões para apoiar a produção da agricultura familiar. Um incremento de 20% em relação a 2014 e um investimento que repercutirá na vida de milhares de trabalhadores do campo e da cidade.

A visão estratégica dos últimos anos para o setor da agricultura familiar e o semiárido vem sendo aperfeiçoada, e o acesso ao crédito é outra ação fundamental dentro do plano lançado pela presidente Dilma Rousseff. A regulamentação da agroindustrialização de produtos de origem animal e de bebidas nos estabelecimentos de pequeno porte é outro importante sinal dessa visão sistemática, que vem garantindo o crescimento e o aperfeiçoamento da produção do rural do pequeno e médio agricultor. Os juros de financiamentos serão os mais baixos, entre 0,5% a 5,5%. O ‘Minha Casa Minha Vida Rural’ atenderá um público-alvo que já acessa o crédito fundiário.

Com estas ações a FAO, Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, retirasse o nosso País, em 2014, do Mapa da Fome no Mundo. O Ceará, como o estado com maior participação no setor da agricultura familiar no País, continuará sendo a referência para as políticas públicas no campo, adotando sempre o planejamento e o aproveitamento das vocações territoriais.

Dedé Teixeira

segunda-feira, 27 de julho de 2015

ORÓS- É HOJE! TODOS POR LUZIA

Uma criancinha por nome de luzia portadora de leucemia, está precisando urgentemente de uma doação de MD. Se você sentir ni seu coração de ajudar a esta família,  o hemoce estará em orós amanhã 28 de julho dr 2015 no csu

terça-feira, 14 de julho de 2015

Orós poderá deichar de abastecer o açude de Lima Campos-ícó

Durante a realização da Reunião da Alocação Negociada do Açude Lima Campos, realizada na última sexta-feira [10], foi destacada a situação do manancial icoense e até quando ele irá receber recarga do Açude Orós, localizado no município de Orós.
De acordo com o gerente regional da Cogerh na Bacia do Salgado, Alberto Medeiros de Brito, e reafirmado pelo coordenador técnico da Cogerh na Bacia do Alto Jaguaribe, Mardônio Mapurunga, o nível do Açude Orós está baixando constantemente e estimaram a data de 29 de setembro como data limite que ainda haverá a ligação entre os reservatórios.
A previsão é a de que no penúltimo dia de setembro, o açude Orós atingirá em sua capacidade de cota de 742.000.000 m³, e assim, não poderá mais repassar água por gravidade até o Açude Lima Campos.
A transferência de água entre os açudes acontece através de um canal por gravidade que auxilia na manutenção do reservatório localizado no distrito de Lima Campos. Sem auxílio do Orós, o nível do Açude Lima Campos deverá cair de forma maior, o que deverá ser acompanhado do uso racional da água pela população icoense. Em 13 de julho, o Orós encontrava-se com 42,76% ou 829.550.000 m³ acumulados.

O distrito de Igarói orós, recebeu o caminhão amigo do peito


O distrito de Igarói, na Zona Rural de Orós, recebeu no dia 07/07, pela primeira vez, uma visita do Caminhão Amigo do Peito, que leva o exame de mamografia às comunidades do município.
nesta ação especifica as mulheres entre 50 a 69 anos, identificando possível casos de câncer de mama.
“O Amigo do Peito é uma unidade móvel para realização do exame de mamografia, dotada de equipamentos modernos e instalações climatizadas e adequadas para proporcionar conforto, higiene, segurança e rapidez no atendimento aos pacientes”, explica a secretária de Saúde, Zuila Maciel.
fonte: GM/D/O

segunda-feira, 13 de julho de 2015

estupro em icó

A Polícia Civil identificou três suspeitos de abusarem sexualmente de uma mulher e filmarem a ação, em Icó, no interior do Ceará. As imagens do crime, ocorrido na noite do último sábado, 11, foram divulgadas nas redes sociais e utilizadas pelos policiais para a identificação. Segundo a Polícia, dois suspeitos já foram notificados para prestarem depoimentos na Delegacia Regional de Icó nesta semana. O terceiro não estava em casa, mas também está sendo buscado para ser ouvido pelo delegado Marcos Sandro, que  investiga o caso. De acordo com a investigação, os homens voltavam de uma festa alcoolizados e encontraram a mulher, que é paciente da unidade psiquiátrica da cidade, o Centro de Atenção Piscossocial. A vítima, de aproximadamente 50 anos, foi abusada por um dos suspeitos, enquanto os outros dois gravavam e narravam a ação, próximo ao terminal rodoviário da cidade, ainda segundo a Polícia. Os três dão primos: Josias Maciel e Rainam Maciel, ambos de 18 anos e o menor  F. M.

  fonte: pinheirinho

secretaria de saúde de orós-implantações

 A Secretaria Municipal de Saúde de orós realizou a implantação de aparelhos auditivos fornecidos pelo NUTEP em mais dois novos pacientes do município de orós. se estiver precisando procure...

sexta-feira, 10 de julho de 2015

noticia ruim aos cearences:Assembleia do Ceará aprova aumento de imposto

A mensagem 7.753/15, enviada pelo governo estadual à Assembleia Legislativa e aprovada ontem pelos deputados, elevou em dois pontos percentuais o ICMS de produtos com a finalidade de fazer caixa para o Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop). Entre os itens, estão refrigerantes, cosméticos e joias. O governo ainda não calculou os ganhos com a medida.


Um projeto que reajusta taxas para serviços como licenciamento veicular e segunda via de documento de identidade também foi analisado, mas ainda precisa passar por votação, o que deve acontecer já na semana que vem.

Deputados da base do governo afirmam que os novos recursos serão destinados a áreas prioritárias, como educação, saúde e combate à seca. “Isso vai fazer com que o Estado tenha uma capacidade maior de investir em programas para as pessoas mais pobres”, declarou o líder do governo, Evandro Leitão (PDT).


A expectativa da base é que o reajuste amenize as dificuldades financeiras pelas quais passa o Estado. “Estamos passando por uma grande dificuldade não só no Ceará, mas no Brasil como um todo”, afirma o vice-líder do Palácio da Abolição, Júlio César Filho (PTN).


De acordo com parlamentares oposicionistas, isso seria a evidência de que o Ceará enfrenta mais dificuldades fiscais do que admite. “O Estado está com as contas no vermelho”, critica Danniel Oliveira (PMDB).

Polêmicas

O Fecop sempre foi motivo para polêmicas desde sua criação, em 2003, pelo governo do então tucano Lúcio Alcântara. À época, a bancada petista em especial atacava o projeto. Apesar de defenderem a criação do fundo, afirmavam que ele tributava bens essenciais, como energia, gasolina e telefonia, além de não esclarecer como os recursos seriam empregados.


Em pronunciamento, a então deputada estadual Luizianne Lins chegou a dizer que “o Governo nada mais quer do que criar um ‘caixa’ a mais e incrementar a arrecadação para minimizar as dificuldades fiscais do Estado”.


O fundo foi criado, apesar dos votos contrários de PT, PCdoB e PDT. O pedetista Heitor Férrer acionaria o Supremo Tribunal Federal (STF) contra o projeto.


Os papéis se inverteram. Ontem, Elmano de Freitas (PT) lembrou que a “paternidade” do Fecop era do governo tucano. “Por que apoiavam naquela época e não apoiam agora?”, questionou.


João Jaime, que foi vice-líder do governo de Lúcio, respondeu que o contexto era outro. “Era um momento em que o Ceará passava por uma dificuldade muito grande e não tinha meios para combater a pobreza”, defendeu-se. Segundo ele, de 2003 até hoje, a arrecadação do Estado quadruplicou. “Por mim, já tinham acabado com esse imposto”, rebateu.



Saiba mais


Apesar de otimista com o impacto financeiro do reajuste sobre os recursos do Fecop, a liderança do governo admitiu ainda não ter estudos que determinem de quanto será o ganho.

A ausência deste dado foi uma das críticas levantadas à época da criação do Fecop. De acordo com a ata de 12/11/2003, a petista Íris Tavares declarou que “o projeto foi votado sem que os deputados tivessem acesso às consequências da sua aprovação, ressaltando que vários deputados não sabiam (...) quanto o Estado vai arrecadar com o aumento das alíquotas de ICMS”.
A indefinição permanece hoje.

Júlio César Filho minimizou o impacto que o projeto possa ter sobre o setor produtivo. “Dois pontos percentuais sobre esses setores não vão prejudicá-los”, disse.


O POVO

Noticia boa pro ceará: governo paga primeira parcela do decimoe(13º) salario dos servidores nesta sexta feira




A primeira parcela do 13º salário dos servidores públicos estaduais será paga nesta sexta-feira, 10 de julho. O pagamento será efetuado em uma única data e representa um desembolso de, aproximadamente, R$ 400 milhões aos cofres públicos.
“Além de estarmos cumprindo com um compromisso histórico de antecipar o benefício aos nossos servidores, com o pagamento movimentaremos a economia cearense com a injeção desses recursos”, afirma o Secretário da Fazenda, Mauro Filho.

Segundo o secretário, a data foi definida com o intuito de atender à modernização do sistema da Folha de Pagamento com a implantação da identidade funcional com biometria, em execução pela Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), e à adequação pela Sefaz do seu sistema de pagamento a nova sistemática da Folha. “O novo sistema de identificação funcional em implantação pela Seplag dará mais segurança e controle a Folha de Pagamento do Estado”, argumenta.

Atualmente, o Ceará mantém em torno de 130 mil servidores, entre ativos, inativos e pensionistas. Na primeira parcela do 13º salário, os servidores deverão receber 50% dos seus rendimentos sem qualquer desconto, pois os mesmos somente serão efetuados na segunda parcela do benefício, a ser paga em 18 de dezembro.

G1/CE

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Pela primeira vez: foto mostra ‘coração’ na superfície de Plutão

Após viajar nove anos e quase cinco bilhões de quilômetros, a sonda espacial New Horizons começou nesta semana a aproximação final a Plutão, revelando as melhores imagens já feitas de um dos planetas mais distantes do Sistema Solar.
A Nasa (agência espacial norte-americana) divulgou nesta quarta-feira o registro feito no dia anterior pela New Horizons, quando a sonda estava a "apenas" oito milhões de quilômetros de Plutão.
Nesta quinta, a sonda chegaria a seis milhões de quilômetros, rumo ao ponto de maior aproximação (12,5 mil km), passagem histórica prevista para 14 de julho.
Essa última imagem foi o primeiro registro enviado após a sonda entrar inesperadamente em modo de segurança, no último dia 4, e perder o contato com a Terra.
O "rosto" de Plutão visto na imagem é, em grande parte, o que será examinado de perto na próxima semana. Inclui uma ampla área escura próxima à linha do Equador de Plutão, conhecida informalmente por cientistas como "a baleia", e uma área clara em formato de coração com cerca de 2.000 km.
Planeta estranho
Na aproximação final, a sonda New Horizons ficará a apenas 12,5 mil km da superfície de Plutão. Sua câmera de alta resolução Lorri (Long Range Recconnaissance Imager) deverá então captar imagens de resolução até 500 vezes superior aos últimos registros.
A câmera Lorri é responsável pela imagem mostrada nesta página, mas as informações sobre cores foram fornecidas pela outra câmera da sonda, a Ralph.
"As imagens ainda estão um pouco borradas, mas são, de longe, as melhores que já vimos de Plutão, e vão só melhorar", afirmou John Spencer, do instituto de pesquisa SxRI (Southwest Research Institute), de Colorado, um dos parceiros da Nasa na empreitada.
"Nesse momento as imagens revelam apenas que Plutão é um planeta realmente esquisito. Ele tem algumas áreas muito escuras, outras extremamente claras, e não sabemos nada sobre o que são ainda", afirmou Spencer ao programa Newshour, da BBC.
fonte: G1

Conselho tutelar de orós-eleições 2015

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e a Comissão Eleitoral responsável pelo processo de eleição para conselheiro tutelar no município de Orós, divulgou , a numeração dos candidatos para a disputa.

Segundo a Comissão Eleitoral, 25 candidatos se inscreveram para a disputa, no entanto, somente 22 compareceram a reunião que definiu a numeração dos postulantes. 

Os candidatos já podem buscar o voto dos oroenses.

A eleição acontecerá no dia 04 de outubro por meio da urna eletrônica cedida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará. A posse do eleitos e suplentes acontecerá no dia 01 de janeiro de 2016.

fonte:https://www.facebook.com/govoros?fref=nf

quarta-feira, 8 de julho de 2015

O governo municipal de orós é interrogado sobre (edital de concurso em orós)

Desde que o prefeito eleito em 2012 simão pedro, assumiu a prefeitura em 2013, a população de orós esperavam que durante uma nova gestão fossem abertas novas oportunidades de empregos, mas ainda nada. Durante uma publicação refrente ao café com o prefeito no FP  do governo municipal de orós, alguem comentou essa postagem dessa forma:(Pedro Duarte Feitosa? Será que nesses diálogo ninguém toca no assunto do EDITAL do concurso ??? porque dizerem: tá saindo ! tá saindo ! tá igual a pizzaria, o cliente espera, espera, bebe e gasta e nada da pizza sair, é só: tá saindo, tá saindo !

A coisa está difícil o povo clama por oportunidades....

terça-feira, 7 de julho de 2015

domingo, 5 de julho de 2015

O GOVERNADOR DO CEARÁ, CAMILO SANTANA SE REUNE COM OS PISCICULTORES DE JAGUARIBARA-CASTANHÃO



 NESTE SABADO 04/07/2015 O GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ, CAMILO SANTANA, SE REUNIU COM TODOS OS PISCICULTORES DE JAGUARIBARA. E DISSE ESTAR PRONTO PARA AJUDA-LOS EM SUAS DIFICULDADES, MAS PRECISAMENETE PRECISARÁ DE UMA AVALIAÇÃO TECNICA EM RELAÇÃO ÀS MORTANDADES DOS PEXES, QUE VEM AUMENTANDO A CADA DIA. E DISSE QUE DE ALGUMA FORMA VAI ENTRAR COM PROVIDENCIA, SEJA COM DISPENSAÇÃO DE DIVIDAS OU PRORROGAÇÃO, MAS QUE IRAR SOLUCIONAR OS PROBLEMAS VAI.
TODAS AS PESSOAS DAQUELA CIDADE FICARAM BASTANTE ANIMADAS COM A PRESENÇA DO GOVERNADOR E ACREDITAM QUE IRAM TER SEUS PREJUISOS MINIMISADOS.

OBSERVAÇÃO: ORÓS TAMBÉM Há MUITO TEMPO VEM ENFRENTANDO ESSE PROBLEMA E PRECISA DE UM AUXILIO GOVERNAMENTAL.


INFORMAÇÕES DO BLOG DO ROBERTO MOREIRA...

sábado, 4 de julho de 2015

Assalto em Palestina, orós

O final da tarde do dia (02/07) foi de pânico em Palestina distante cerca de 28 da sede Orós, quando dois homens assaltaram um comércio na comunidade, de acordo com informações de moradores os dois homens chegaram em uma moto fan de cor vermelha aparentemente ano 2010/2012 e foram direto para um comércio que fica bem de frente a praça, lá renderam o proprietário e levaram dinheiro e talão de cheques na fuga saíram atirando para o alto, graças a DEUS ninguém ficou ferido na ação.

A polícia militar chegou pouco depois ao local mesmo com as diligencias na região não conseguiram localizar os assaltantes.


fonte: portal orós

Relação dos melhores prefeitos do ceará de 2014/2015

A PPE – Publicidade, Promoções e Eventos, capitaneada pelos empresários Roberto Cavalcante Farias e Leonardo Farias, acaba de anunciar a lista de 35 considerados “os Melhores Prefeitos do Ceará 2014/2015″.
Segundo a empresa a escolha foi feita por uma Comissão com 33 componentes e mais 61.928 votos consignados pela internet.
A Comissão Apuradora, sob o comando do Dr. Irapuan Aguiar e integrada por Dr. Lindoldo Cordeiro Filho, da Assembleia Legislativa; jornalista Kelly Castro, do setor de comunicação do TCE (Tribunal de Contas do Estado); Leonardo Farias e o jornalista Antônio Viana.
Entre os agraciados foram os mais votados, empatados com 23 votos, os prefeitos Guilherme Landim (de Brejo Santo) e Patrícia Aguiar(de Tauá).
Da lista fazem parte municípios bem conhecidos pela postura de seus administradores, sempre considerados bons gestores como é o caso de:
Brejo Santo, Tauá, Camocim, Fortaleza, Granja, Palhano, Aracoiaba, Horizonte Maranguape, Milagres, Morada Nova, Sobral, Caririaçu, Novo Oriente, Quixeramobim, Reriutaba, Orós, Mombaça, Parambu, Boa Viagem, Chaval, Solonópole, Cedro, Maracanaú, São Gonçalo do Amarante, Várzea Alegre, Viçosa do Ceará, Jaguaribe, Russas, Acopiara, Massapê, Iguatu, Piquet Carneiro, Uruburetama e Caucaia.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Orós poderá abastecer fortaleza com agua, após grande seca no açude castanhão

O secretário estadual dos Recursos Hídricos (SRH), Francisco Teixeira, descarta a necessidade de um racionamento imediato em Fortaleza. Ele rebateu a sugestão apontada por gestores do Dnocs e da Cogerh no Castanhão que, diante do quadro crítico nas reservas hídricas do Estado, defenderam em entrevista ao O POVO, na edição de ontem, que a redução no fornecimento de água para a Capital seja adotada o quanto antes.
                                                            
 Teixeira diz que até a liberação de água do Castanhão através de ondas (aumentam o volume liberado, depois reduzem imediatamente a uma quantidade bem menor) está sendo testada, dentro das medidas adotadas pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídrocos (Cogerh), para controlar mais efetivamente as reservas. E garante que a água existente hoje no Castanhão dá “até setembro de 2016”.

 O POVO - O que o Governo do Estado tem a dizer sobre a sugestão dada pelo gestor técnico do Dnocs no Castanhão, de que comece um racionamento imediato no abastecimento em Fortaleza, de pelo menos um dia por semana sem água?

Francisco Teixeira - A primeira coisa que tem que ver é com base em quê ele diz isso. Para gente definir a necessidade de um maior controle de água, a ponto de chegar a um racionamento como ele está propondo, ele precisa ter instrumentos matemáticos, modelos de simulação de reservatório, para saber quando o reservatório vai secar, com que nível d´água o reservatório vai chegar na próxima estação chuvosa. A gente leva em conta as possibilidades de aporte de água, não é uma coisa determinística assim e não tão intuitiva como ele colocou. O Ulisses fica ali fechando e abrindo a torneira do Castanhão, gerenciando, mas ele não faz simulação. A Cogerh é que faz. A gente entende que a situação realmente merece atenção, mas temos várias formas de fazer controle da oferta e do uso para poder com que a água dure mais tempo.

OP - Como isso tem sido feito?
Teixeira - A gente tem feito simulações do Castanhão, e elas não são tão simples porque a gente simula de forma integrada com o Orós, e com o Banabuiú também - quando ele tem água. Porque o sistema dos três reservatórios é integrado, estão conectados à Região Metropolitana de Fortaleza através do Eixão das Águas, Canal do Trabalhador e rio Jaguaribe. A gente simula junto com o (sistema) da Metropolitana, tem que saber também a cota de nível mínimo que o açude Pacoti tem que chegar. Simula tudo junto. Nas nossas simulações, a gente tem que levar em conta a possibilidade do Orós aumentar a vazão para jogar água dentro do Castanhão. Porque o Orós hoje não joga água no Castanhão, ele libera uma vazão mínima só para perenizar (o rio Jaguaribe) até a entrada de água no Castanhão, até Jaguaretama. A gente leva em conta isso e a situação dos açudes em Fortaleza.

Nas nossas simulações, a gente tem a disponibilidade de ir, claro que com o uso bem adequado, economizando para irigação, economizando para Fortaleza, cortando como a gente já cortou água para as culturas temporárias (de ciclo curto, como milho, feijão ou criação de camarão), salvando estritamente parte das culturas perenes (como a fruticultura). E em Fortaleza fazendo o controle efetivo, que a gente faz, independente de campanha, na comporta do açude Gavião, a gente imagina que pode chegar até setembro do próximo ano, aproximadamente. Se não chover nada para o ano que vem, lá para setembro do próximo ano é que a gente chega numa cota onde, aí sim, você tem que decretar um racionamento em Fortaleza de fato. Porque ficaríamos submetidos a uma vazão de 10 metros cúbicos por segundo, quando hoje precisamos em torno de 12 m³/s.

OP - A água que existe hoje dá até setembro de 2016? Sem precisar do aporte do Orós?
Teixeira - Setembro de 2016, mas precisaremos do aporte do Orós também.

OP - Na reunião de amanhã (em Limoeiro do Norte, onde gestores de recursos hídricos discutirão a nova distribuição de água dos reservatórios da região jaguaribana), a possibilidade de uso do Orós para abastecer Fortaleza está sendo cogitada?

Teixeira - Está. Porque a reunião é um seminário integrado do Vale (do Jaguaribe). A reunião leva em conta a alocação de água integrada dos açudes Orós, Castanhão e Banabuiú. Dentro das possibilidades, há a que já estabelece uma forma de uso da água muito controlado. O uso controlado como reflexo de uma oferta controlada.

OP - Detalhe melhor esse uso controlado.

Teixeira - A liberação do Castanhão de, no máximo, 21 m³/s. Tanto somando a vazão que libera para o rio como a que se libera para o Eixão das Águas.

OP - O gerente da Cogerh para o Baixo e Médio Jaguaribe, Francisco de Almeida Chaves, disse ao O POVO que essa vazão já foi reduzida, no início deste ano, de 21 para 12 m³/s.
Teixeira - Na realidade, quando estou falando de 21, é a soma das duas vazões e é uma média. Ou seja, eu posso ter mês que libero mais e mês que libero menos. É a soma do que se libera para o rio e aquilo que se libera para o Canal.

OP - E qual é então a vazão que se está liberando do Castanhão?
Teixeira - Passamos o primeiro semestre do ano, fevereiro, março, abril, maio, liberando o mínimo possível.

OP - E o que era o mínimo possível?

Teixeira - Era, por exemplo, o Castanhão que hoje libera 16 (m³/s) para o rio, tava liberando cinco, sete, quatro.  Por que? Embora a chuva tenha sido pouca, chovia alguma coisa à jusante do Castanhão e correu pouca água no rio, mas correu. Itaiçaba, onde fica a captação do Canal do Trabalhador, inclusive chegou a verter com 12, 17 centímetros com água da chuva. O que a gente fez? Aproveitou para bombear parte dessa capacidade máxima do Canal do Trabalhador para trazer água para Fortaleza. Nós ganhamos artificialmente mais de 80 milhões de m³ no sistema metropolitano bombeando água do Canal do Trabalhador e do Eixão das Águas nos meses de fevereiro, março, abril e maio. Ou seja, a pouca chuva que caiu não deu para aportar água no Castanhão nem no Banabuiú, mas gerou uma pequena vazão na calha do rio Banabuiú e a gente bombeou pelo Eixão para Fortaleza.  E aquela pequena vazão que gerou na calha do Jaguaribe, em Itaiçaba, bombeamos para Fortaleza. Somando essa vazão com a água que o açude Pacoti – o principal que abastece Fortaleza - recebeu de chuva, a gente chegou a acumular mais de 80 milhões de m³ no Pacoti. A gente está com o Pacoti com uma cota controlada. Ele tem hoje um nível d´água que exige uma atenção, mas eu diria que se encontra com um volume d´água melhor proporcionalmente, até mesmo em valor absoluto, do que no ano passado.

OP – Quanto é que o Castanhão está mandando hoje para Fortaleza, exatamente?
Teixeira – O Castanhão manda para Fortaleza hoje exatamente nove metros cúbicos por segundo.

OP – Então hoje o cenário de racionamento é totalmente descartado?
Teixeira – É, racionamento é descartado.

OP – Mas ele está sendo discutido?

Teixeira – Não, para este ano não. O que estamos fazendo não é discutindo, é trabalhando de forma efetiva com controle da oferta hídrica aqui na Região Metropolitana e no Vale do Jaguaribe. Estamos fazendo esse controle segurando na galeria do Castanhão. A gente andou inclusive operando o Castanhão em forma de ondas. É um experimento que a gente fez e vamos continuar ajeitando algumas passagens molhadas no rio Jaguaribe. Vamos voltar em 20 dias a operar com ondas de novo. No experimento que a gente fez, pra você ter uma ideia, durante 20 dias, na operação em ondas, conseguiu uma economia de quase 20% na vazão regularizada. Hoje a gente solta 16 (m³/s) ali no Vale do Jaguaribe. Quando a gente solta em ondas, cai pra 13 (m³/s) a média, economiza três m³/s.

 OP – Como é essa onda?

Teixeira – Em vez de eu liberar 16 (m³/s) direto, libero 28, 29, 30, depois baixo pra sete. Isso aí faz com que a onda d´água se dissipe mais rápido na calha do rio e tenho menos perdas em trânsito e também menos oportunidade de secar água. Porque ela passa de forma mais rápida e se apresentou muito eficiente em relação ao que a gente faz hoje. É um outro artifício que a gente está usando. E também trabalhando com os irrigantes, sobretudo no canal. O projeto Tabuleiro de Russas, que, no ano passado e retrasado, chegou a consumir mais de três metros cúbicos por segundo, hoje está consumindo 1,9 (m³/s). A gente também não permitiu o plantio de culturas temporárias. São vários artifícios para economizar.

OP – E em Fortaleza?

Teixeira – Vou dar um exemplo. Existe, entre os açudes Pacoti e Gavião, onde fica a estação de tratamento de água (ETA), dois túneis paralelos. Tem duas comportas, uma pra cada túnel. A gente controla essa comporta, deixa passar a vazão exclusivamente necessária para manter o açude Gavião na cota que atenda a ETA da Cagece. Estamos diminuindo o fornecimento dessa vazão, diminuindo o nível do Gavião, fazendo com que a Cagece esteja trabalhando no limite do limite pra ela fornecer a pressão necessária para atender à Cidade. Estamos dando uma vazão pra Cagece atender Fortaleza dentro dos seus limites de pressão. Quando acusa um problema de pressão num ou noutro bairro, a gente vai lá e solta mais um pouco de água. Estamos trabalhando no limite.

OP – Se houver necessidade de racionamento, é só para 2016?

Teixeira – Mesmo sem estar fazendo efetivamente um racionamento, nós estamos fazendo essa racionalização, eu diria. Estamos trabalhando no limite que a Cagece precisa para ter as pressões na rede dela.

OP – O senhor acha que o fortalezense está consciente da necessidade de economizar água?

Teixeira – Nesse aspecto, o Estado começou a desenvolver uma campanha na televisão. A Cogerh está trabalhando em parceria com as rádios no Interior, mas chego a concordar com você que o fortalezense precisa ser trabalhado de forma mais sistemática e enfática, pra ele ter consciência do real valor que a água que chega a Fortaleza tem. Uma água que vem de 200 quilômetros de distância, que precisou fazer uma estrutura como o Castanhão, como o Eixão das Águas, que a operação disso não é muito barata e que a água realmente não é abundante, é limitada. Realmente, o fortalezense não tem essa consciência toda por morar na Capital, numa cidade grande, beira da praia. Tem a falsa percepção de abundância de água, até porque geralmente em Fortaleza chove mais do que no Interior.

fonte: O POVO

quinta-feira, 2 de julho de 2015

CAFÉ COM O PREFEITO DE ORÓS, CONVITE

O PREFEITO SIMÃO PEDRO CONVIDA TODOS PARA SÁBADO AGORA DIA 04 DE JULHO TOMAR CAFÉ DA MANHÃ COM ELE E TODA EQUIPE DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS NA ESCOLA ROBERTO ROLIM A PARTIR DAS 07:30HS.

NA OPORTUNIDADE O PREFEITO SIMÃO PEDRO LANÇARÁ O PROGRAMA DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA CIDADÃO DO FUTURO, QUE CONSISTE NA ISENÇÃO DE CONTAS DE ÁGUA E ENERGIA PARA AS FAMÍLIAS MAIS HUMILDES DO NOSSO MUNICÍPIO, VENHA CONFERIR, POIS DE ACORDO COM OS CRITÉRIOS DO PROGRAMA SUA FAMÍLIA PODERÁ SER
BENEFICIADA NESSE IMPORTANTE PROGRAMA.

O PREFEITO SIMÃO PEDRO TAMBÉM INAUGURARÁ OFICIALMENTE O PSF SÃO JOSÉ

VOCÊ MORADOR DO SÃO JOSÉ QUE QUER VER MELHORIAS NA SUA RUA E MESMO NO BAIRRO, VENHA NESSE SÁBADO TOMAR CAFÉ DA MANHÃ COM O PREFEITO SIMÃO PEDRO E CONVERSAR COM ELE SOBRE OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DO BAIRRO E MEDIDAS A SEREM TOMADAS PARA MELHORAR E DAR MAIS QUALIDADE DE VIDA A TODOS OS MORADORES.


FONTE. GOVERNO DE ORÓS

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL É APROVADA COM EXITO NESTA MADRUGADA DE QUINTA FEIRA

Apenas 24 horas após o plenário rejeitar a redução da maioridade para crimes graves, a Câmarados Deputados colocou novamente o tema em votação e aprovou na madrugada desta quinta-feira (2) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que reduz de 18 para 16 anos a idade penal para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. A manobra do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), revoltou deputados contrários à mudança constitucional, gerando intensas discussões. Para virar lei, o texto ainda precisa ser apreciado mais uma vez na Casa e, depois, ser votado em outros dois turnos no Senado.
A votação da madrugada desta quinta se deu com 323 votos favoráveis, 155 contrários e 2 abstenções. Eram necessários ao menos 308 votos a favor para a matéria seguir tramitando.
De acordo com o presidente da Câmara, a votação em segundo turno deverá ocorrer após o recesso parlamentar de julho, já que é preciso cumprir prazo de cinco sessões antes da próxima votação.
Pelo texto, os jovens de 16 e 17 anos terão que cumprir a pena em estabelecimento penal separado dos menores de 16 e maiores de 18. Ao final da votação, deputados favoráveis à mudança constitucional seguraram cartazes na tribuna em defesa da proposta e comemoraram com gritos em plenário (veja vídeo acima).
FONT:G1