sexta-feira, 28 de novembro de 2014

PORTAL ORÓS POSTOU:SINDSERPMO ENTRA COM MAIS UM MANDADO DE SEGURANÇA POR CONTA DE PAGAMENTOS ATRASADOS

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Orós - SINDSERPMO - protocolou hoje, 26 de novembro de 2014, mais um MANDADO DE SEGURANÇA, devido aos "Atrasos de Pagamento" de algumas secretarias.

Os servidores conscientes de seus direitos nos procuraram, e esta entidade representativa das categorias, juntamente com sua assessoria jurídica, prestada pelo Senhor Fridtjof Alves adentramos com mais este MANDADO, que abrangerá não só os servidores da saúde dos PSF como também a todos ou outros que não são dos 40% do FUNDEB, pois os mesmos já haviam entrado e já estão recebendo seus pagamentos no quinto dia útil de cada mês.

Lembrando que até a data de hoje ainda não receberam o seu pagamento de OUTUBRO:

* Os servidores dos PSF (médicos, enfermeiros, atendentes, odontólogos, auxiliares de serviços e agentes administrativos).

* Os servidores da Secretaria de Assistência e Promoção Social.

* Os servidores da Secretaria de Governo e Articulação.

fonte:portal orós.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

EM MATA FRESCA ORÓS-PESCADOR E EX-BARQUEIRO ESCOLAR DESAPARECE EM AÇUDE

Desde a última quarta-feira 26/11 o pescador Francisco Valdeci de Alexandria, 59 anos de idade, que reside no sítio Mata Fresca as margens do açude Orós está desaparecido.

Segundo seus familiares ele saiu de casa as 05:00 horas da manhã de quarta-feira para despescar alguns galões que tinha colocado na noite anterior e não retornou e nem foi mais visto, a sua canoa também desapareceu das águas do açude Orós.

O corpo de bombeiro de Iguatu esteve no local fez vários mergulhos mais não encontrou nada, dezenas de pessoas estão ajudando fazendo buscas de canoas, barcos e na mata mais até agora nenhuma notícia ou pista do que teria acontecido.

Seu Valdeci estava vestindo quando saiu de casa camisa vermelha e um short fino preto e boné branco, a família está desesperada com a falta de notícia, qualquer informação ligue (88) 9939.6710 ou 9716. 9773.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

EM ICÓ-EX PRESIDIARIO É MORTO NO PÁTIO DO HOSPITAL REGIONAL

Um ex-presidiário foi morto no pátio do Hospital Regional do município de Icó, na região centro sul, nesta quarta-feira (26). O acusado do crime foi preso após se envolver em um acidente de trânsito. A vítima, identificada como Adriano Lima Cunha, de 32 anos, foi alvejado com tiros de pistola dentro de um veículo. Dois homens suspeitos de terem atirado em Adriano Lima fugiram em uma moto e, logo em seguida, colidiram com outra próximo ao hospital. Dois policiais da Força Tática de Apoio (FTA) presenciaram o acidente e perceberam quando um dos acidentados, Antônio Bruno Torquato da Costa, de 20 anos, guardou uma arma. O suspeito foi conduzido à Delegacia do município onde foi autuado em flagrante por homicídio. Além da pistola 380, a Polícia encontrou com ele munição calibre .45, 380 e dois carregadores. O outro motoqueiro conseguiu fugir. Segundo o delegado de Icó, Marcos Sandro Nazaré de Lira, os suspeitos Antônio Bruno e Marcelo Revil teriam recebido R$ 2 mil do dono de uma sucata para executar Adriano Lima. Os dois passaram a noite na casa do mandante do crime esperando o momento certo para agir, conforme o delegado. Adriano Lima respondia por receptação e tinha envolvimento em roubo a banco. De acordo com a Polícia, Antônio Bruno responde por roubo e é apontado como o autor de diversos homicídios, entre eles, o do cabeleireiro Francisco Anibal de Freitas, de 50 anos, morto no dia 10 de novembro e do menino Carlos Eduardo, o 'Neguinho de Maricô', de 10 anos, executado no último dia 17.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

NO ICÓ 31 PESSOAS FORAM ASSASSINADAS ATÉ 18 DE NOVEMBRO DE 2014

É LAMENTAVEL, UMA CIDADE DO INTERIOR DO CEARÁ COMO O ICÓ, QUE NÃO TEM TANTOS HABITANTES COMO O IGUATÚ, ESTAR EM UMA LISTRA ALARMANTE DE NUMEROS DE HOMICIDIOS. ACREDITO QUE NUNCA NA HISTORIA DO ICÓ SE VIU TAMTA CRIMINALIDADE COMO ESTAMOS VENDO AGORA.

MENOR DE 10 ANOS É ASSASSINADO COM VARIOS TIROS EM ICÓ

MENOR É BARRAMENTE ASSASSINADO EM ICÓ NAS POPULARES DO SENHOR BATISTA.

DE ACORDO COM INFORMAÇÕES O MENOR ERA FILHO DO MARICÓ.

2º festival de tilapia no sitio jurema, orós.

Será nos dias 21 e 22 de novembro (no sitio jurema, orós) o segundo festival de tilapia.

GAROTA VERÃO EM ORÓS


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Entrevista com a presidenta Dilma Rousseff, depois da sessaõ plenaria da cupula do G20

Presidenta: Por quê? Você achou o coala eficiente? Bonitinho, eficiente, não. Bonitinho ele é.

Jornalista: Podemos perguntar?

Presidenta: Não, agora eu vou só falar um pouquinho, né? Deixa eu falar um pouquinho. Eu acredito que essa reunião do G20 foi uma reunião importante no sentido de definir os próximos passos. Principalmente porque todos nós consideramos, dentro da reunião, que havia… que teria havido uma frustração do crescimento. Se esperava, no início do ano, um crescimento mais robusto, e esse crescimento não se verificou da forma como a gente esperava. E, tanto no que se refere à Europa, como ao resto do mundo, uma série de problemas decorrentes do baixo crescimento apareceram e, basicamente, o que se verifica é que o emprego continua sendo um dos principais problemas, tanto econômicos como sociais, em todas as economias desenvolvidas da Europa e, também, em outros países do mundo, principalmente, já na Ásia e também na própria América Latina. O Brasil ainda mantém uma taxa elevada de emprego e esperamos que os próximos anos, para todos os países do mundo, seja mais propício ao crescimento do que tem sido até então.

Nós também avaliamos bastante alguns dos aspectos do comércio internacional. É uma preocupação clara do G20 a discussão sobre o que o comércio bilateral e também o plurilateral, ele não substitui a necessidade de uma rodada mais compreensiva que a Rodada de Doha. A Rodada de Doha, ela deve voltar à mesa com um plano de trabalho mais sistemático, uma vez que um dos seus obstáculos, que foi o acordo entre os Estados Unidos e a Índia, foi superado. Pelo menos é o que tudo indica. Então nós esperamos que isso seja também um elemento de estímulo e de garantia de um nível mais elevado da atividade econômica decorrente da possibilidade de você destravar o comércio internacional.

Uma outra questão que foi também muito discutida é a questão do Fundo Monetário, da reforma do Fundo Monetário Internacional que, como todos vocês aqui sabem, havia sido decidida e que teria de ser cumprida até 2010, que seria reconsiderar a correlação de forças internacional e dar mais peso aos países em desenvolvimento –  os países até aqui estão representados no G20 –  dentro do Fundo Monetário. Seria a reforma das cotas, basicamente. O que ficou claro é que, se não houver saída, ou seja, se não for aprovada essa reforma no âmbito de todos os membros, aí no caso dos Estados Unidos, nós procuraremos, os ministros da Fazenda do G20 vão procurar solução alternativas para que tanto a 14ª como a 15ª rodada sejam efetivadas de forma a garantir que essa nova correlação de forças que emerge do mundo atual se reflita na relação com o fundo monetário.

Além disso, nós definimos a necessidade de acesso universal à energia – isso, inclusive, está nas declarações – a custos acessíveis. No caso do Brasil, nós estamos, em termos de energia elétrica, em uma situação bastante razoável porque hoje nós  temos mais que 99% da nossa população atendida por energia elétrica e, portanto, em termos de universalização, nós universalizamos. Isso não significa que o 0,6 que faltam não têm de ser atendidos, pelo contrário. Mas são populações que vivem em situações mais distantes de todo o Sistema Interligado Nacional e, portanto, terão de ser atendidas, por exemplo, no nosso caso, com energias alternativas. No caso do resto do mundo e dos países do G20, você tem casos mais extremos no caso, por exemplo, da Índia, da própria China, você tem ainda grandes espaços não universalizados. Mas essa é uma questão fundamental.

Um outro fato é que nós definimos a importância também do G20 tratar da educação como sendo não apenas uma questão social, mas uma questão econômica fundamental, a educação principalmente como forma de inclusão social, mas também como forma de difusão do progresso em toda a sociedade.

Por último, eu queria dizer para vocês que essa reunião do G20, ela teve uma característica que foi, eu acredito, diferenciada, que foi o fato de uma preocupação grande com os processos de universalização. De levar as questões principais dentro de uma ótica de universalizar. No caso energia, no caso também – eu acho fundamental – educação. E isso, do ponto de vista, eu acredito, da economia, também é uma grande vantagem. Nós não podemos achar que economia não tem esse componente social, pelo contrário. Acho que uma das coisas que o Brasil aprendeu é que economia, também, ela  precisa de uma certa difusão não só, por exemplo, da universalização da luz, da água e de vários outros serviços, mas também da universalização da educação e da educação de qualidade. Isso eu acho que é um aprendizado que nós tivemos no nosso próprio país.

Agora, algumas perguntas, jovens.

Jornalista: Presidente, a minha memória, que é de bastante longo alcance, não registra um escândalo tão incrível como esse que está acontecendo no Brasil envolvendo a Petrobras, principalmente pelo fato de que estão sendo presos  não apenas supostos corruptos, mas também supostos corruptores do setor privado, dos quais notórios financiadores de campanhas eleitorais, de vários partidos, inclusive do seu partido. Gostaria que a senhora avaliasse um pouquinho qual é o impacto que isso pode ter sobre o seu governo e sobre a sua própria pessoa, já que foi presidente do Conselho de Administração da Petrobras.

Presidenta: Olha, eu quero te dizer que eu acredito que a grande diferença dessa questão é o fato dela estar sendo colocada à luz do sol. Por quê? Porque esse não é, de fato, eu tenho certeza disso, o primeiro escândalo. Agora, ele é o primeiro escândalo investigado, o que é diferente. Isso eu acho que mudará para sempre as relações entre a sociedade brasileira, o Estado brasileiro e as empresas privadas. O fato de nós, neste momento, estarmos com isso de forma absolutamente aberta, sendo investigado, é um diferencial imenso. Você não vai acreditar, não é, que nós tivemos o primeiro escândalo da nossa história. Nós tivemos o primeiro escândalo da nossa história investigado. Há aí uma diferença substantiva e eu acho que isso pode de fato mudar o país para sempre. Em que sentido? No sentido que vai se acabar com a impunidade. Essa é, para mim, a característica principal dessa investigação. É mostrar que ela não é algo engavetável. Agora, a gente tem de ter cuidado porque nem todas as investigações a gente pode dar como concluídas. Então, não pode se sair por aí já condenando A, B, C ou D. Agora, que ela é uma investigação que vai, necessariamente, colocar à luz do sol todos os processos de alteração, e mais que alteração, todos os processos de corrupção ou, inclusive, de uso internacional de algumas atividades, ela vai. Isso ela vai. Agora, ela não é a primeira não, viu, Clóvis? Ela é uma das muitas que ocorreram no Brasil e que nunca foram investigadas. Essa, talvez, seja a grande diferença dela. Ela está sendo investigada.

Jornalista: Considerando justamente esse problema que existe em empresa privada, a senhora pensa em fazer, mandar fazer alguma revisão de contratos do governo federal? Essa é apenas a primeira de um conjunto de questões. E também se a senhora assume alguma responsabilidade política nesse caso na Petrobras, visto que a senhora foi uma pessoa importante no comando dela durante um bom tempo. E também, eu gostaria de perguntar para completar a questão, se a senhora considera necessário algum plano de blindagem da Petrobras em um momento, visto que, inclusive, fundos de pensão americanos, que têm problemas de restrição de governança, estão examinando se, legalmente, podem continuar a ter papéis da Petrobras em suas carteiras.

Presidenta: Veja bem: não é, eu te diria, monopólio da Petrobras ter processos de corrupção. Eu quero te lembrar que um dos grandes escândalos de corrupção investigados – porque os não investigados, eu já não posso falar – mas investigados no mundo, foi o da Enron, e a Enron era uma empresa privada. Então, não é monopólio da Petrobras estar sendo investigada por processos internos de corrupção. Nem todos… aliás, a maioria absoluta, quase, dos membros da Petrobras, dos funcionários, não é corrupta. Agora, tem, foi integrada, tem pessoas que praticaram atos de corrupção dentro da Petrobras. Então, não se pode pegar a Petrobras e condenar a empresa. O que nós temos de condenar são pessoas. Pessoas dos dois lados: os corruptos e os corruptores. Eu acredito que a questão da Petrobras é uma questão simbólica para o Brasil. Acho que é a primeira investigação efetiva sobre corrupção no Brasil que envolve segmentos privados e públicos. A primeira. E que vai a fundo. Agora, nós podemos listar uma quantidade imensa de escândalos no Brasil que não foram levados a efeito. E, talvez, sejam esses escândalos que não foram investigados, que são responsáveis pelo que aconteceu na Petrobras.

O fato de que você tenha dentro da Petrobras uma quantidade “x” de pessoas que cometeram atos de corrupção não significa que todos os atos da Petrobras sejam praticados por corruptos. Essa é uma conclusão incorreta. Investigar significa… o que significa investigar? Investigar significa atribuir responsabilidades por quem praticou atos ilícitos. Quem praticou atos ilícitos vai ter de ser punido. Agora, não se pode responsabilizar todos, inclusive, os que não praticaram. Isso não seria correto e, pelo contrário, levaria a algo que beneficiaria os corruptos qual seja a impunidade deles, na medida que você não tipifica culpa. A culpa tem de ser tipificada e identificada para ela poder ser, de fato, considerada culpa pela lei brasileira ou pela lei de qualquer país. Não há culpa genérica, há culpa concreta. A prática de determinado ato implica em determinado crime. A pratica de determinado crime implica na punição de determinado crime.

Jornalista: Presidente, desculpa, mas só para (incompreensível) responder a minha pergunta, se a senhora vai ou não fazer um raio-x desses contratos…

Presidenta: Já estão sendo feitos.

Jornalista: Já estão sendo feitos?

Presidenta: Sim, dentro da Petrobras…

Jornalista: Não, fora da Petrobras. Eu imagino que tenham também casos fora da Petrobras

Presidenta: Você quer saber se eu vou fazer para trás também?

Jornalista: Para trás, acho que são os contratos que foram feitos…

Presidenta:: Os da Petrobras? Não isso é um absurdo, eu fazer uma raio x de todas as companhias para trás, não tem como fazer isso. Nós temos de apurar, não se pode achar que todo mundo cometeu delito, isso não ocorre, não é assim que a Justiça age. Você para achar que alguém cometeu delito, você tem de ter indícios de delito. Os indícios de delito são na Petrobras, não vou sair por aí procurando em todas as empresas. Agora, acredito que terá que ser visto o que aconteceu antes também na Petrobras.

Jornalista: Presidente, nas questões aí do G20, mudando de assunto para economia, falou-se sobre a possibilidade de medidas de curto prazo para tentar acabar com essa frustração com o crescimento. Diante disso, eu que queria saber da senhora quais medidas o governo brasileiro pode tomar para a retomada do crescimento no país? E se… há um debate em Brasília, inclusive, o ministro Mercadante citou a possibilidade de cortes. Então eu gostaria de saber: quais áreas terão cortes? Fala-se também na volta da Cide, se isso pode acontecer de fato e se não poderia frustrar, no Brasil, o processo de crescimento.

Presidenta:: Não, eu acredito que são duas coisas distintas. Eu não acho que é porque você consegue recuperar uma economia sem ter uma política que foque na demanda, você não pode achar que com restrição a economia se recupera. Agora, você tem de  selecionar aquilo que pode ser capaz de te dar maior nível de investimento e, portanto, maior capacidade de recuperação. O que o Mercadante deve ter dito é o seguinte: nós vamos fazer ajustes. Nem todos os ajustes são pelo lado de cortar demanda. Os nossos ajustes, alguns deles são, inclusive, reduzindo despesas que nós não achamos que sejam, eu te diria assim, legítimas. Legítimas no seguinte sentido, por exemplo, dando um exemplo: você tem no Brasil um conjunto de gastos e de despesas que não levam, necessariamente, à ampliação do investimento, nem à ampliação do consumo. Essas despesas que não levam à ampliação do investimento e do consumo são aquelas que nós consideramos que podem ser cortadas.

Então eu te dei, assim, um exemplo simples. E temos outra despesas que nós temos de olhar porque elas são excessivas. Então em todos os processos, não só nesses, mas em todos os processos, você tem de procurar fazer um ajuste, nós vamos fazer um ajuste. Mas nós não defendemos que a melhor política seja a restrição da demanda como forma de sair da crise. Não é. E isso está provado na própria União Europeia.

Jornalista: Os cortes não atingiriam a demanda, seriam…

Presidenta:: A demanda de investimento, ela não vai atingir a demanda de investimento.

Jornalista: Haverá… a senhora vai alterar a Cide, isso volta de fato a ser viável?

Presidenta:: A Cide? Mas da onde saiu essa questão?

Jornalista: Essa é a informação em Brasília, de que a Cide poderia voltar. Como uma forma de ajudar na arrecadação de impostos.

Presidenta:: A Cide? Não, não levantei essa… não conheço essa possibilidade. Brasília tem hora que passa ao largo.

Jornalista: Mas é onde a senhora vive atualmente…

Presidenta: Meu querido, mas acontece que eu acho que vocês são muito criativos. Eu não discuti criação da Cide com ninguém. Eu não discuti. Pode ter alguém interessado na criação da Cide, não é? E deve ter muita gente interessada na criação da Cide. Eu não estou dizendo que nunca se vai criar a Cide, mas isso não está na nossa pauta.

Jornalista: Presidente, Márcio Gomes, da TV Globo. Quando nós saímos do Brasil, a expectativa era a reforma ministerial. Veio esse escândalo da Petrobras. De alguma forma ele influenciou ou de alguma forma atrapalhou essa reforma? Seja por uma possível perda de apoio político no Congresso, ou seja porque alguém indicado pode estar envolvido, no futuro, nessa denúncia, nessa questão?

Presidenta: Não. Nas duas hipóteses, a resposta é não. Nas duas, tanto na pergunta se alguém que estava dentro da nossa cogitação está envolvido, não. Nós não…. não são pessoas que possam estar envolvidas que nós cogitamos. Nem tampouco a outra hipótese que você levantou.

Jornalista: Perder apoio no Congresso?

Presidenta: É. Nós não temos… você há de convir que essa questão da Petrobras, ela tem tido, ela já tem, assim, um certo tempo. Então, nós… nada disso é tão estranho para nós. Nós não sabíamos as pessoas concretas, mas a investigação, nós sabemos dela. Nós temos conhecimento da investigação.

Jornalista: Presidente, Sérgio (incompreensível), do SBT. Eu queria fazer uma pergunta sobre política internacional, o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia cobrou mais apoio do Brasil em relação ao que acontece no Leste do país. Sabe da parceria estratégica do Brasil com a Rússia. Há também a questão…

Presidenta: Que apoio que ele pede?

Jornalista: Ele pede o apoio da senhora em relação à intervenção da Rússia no Leste da Ucrânia. Ele pede uma posição mais clara do Brasil, que, segundo ele, não é clara. Eu aproveito para perguntar para a senhora: qual é a posição do Brasil no que acontece na Ucrânia, nesse momento, levando-se em conta nossa parceria estratégica importante com a Rússia.

Presidenta:: Olha, o Brasil, no caso da Ucrânia, não tem, nunca definiu uma posição. Nós nunca nos manifestamos, nem… e evitamos sistematicamente nos envolver em assuntos internos. Lamento que eles tenham pedido isso, mas não é do interesse do governo brasileiro se manifestar a respeito de qualquer problema dentro da Ucrânia. Não é do nosso interesse. Nem de um lado, nem do outro.

Jornalista: A senhora considera…

Presidenta: Por exemplo: a queda do avião. a queda do Avião ninguém sabe direito o que aconteceu com aquele avião, ninguém sabe.

Jornalista: Todas as evidências apontam para os rebeldes que estão armados pelos russos, né? As evidências apontam isso.

Presidenta: Não é verdade. Não é verdade. Nem precisa de dizer, é só você dar uma perguntadinha por aí…

Jornalista: Eu estive lá, presidente. Eu estive lá.

Presidente: Pois é, você pode olhar… depende com quem que você conversa, mas no geral, a compreensão é que ninguém sabe. No geral. Por exemplo, dentro do G20, ninguém arrisca uma posição. Não há indícios tangíveis. A maioria do G20 não… o G20 não fala isso.

Jornalista: Estados Unidos, Reino Unido, França, Canadá…

Jornalista: Exatamente, presidente, ninguém… exatamente.

Presidenta: Pois é, mas veja bem. Ele está la em cima sentado. Não houve, dentro do G20, nenhuma cobrança de nada nesse sentido.

Jornalista:Presidente, a minha pergunta é sobre o Obama, lá da conversa que a senhora teve com ele, mas só para voltar um pouco sobre a reforma ministerial, foram 15 ministros que deixaram o cargo à disposição…

Presidenta: Não, são todos os ministros…

Jornalista: Não, mas foram 15…

Presidenta: Não, não são todos. É, eles combinaram.

Jornalista: Queria que a senhora, para terminar, falasse um pouco sobre isso. A senhora se sente mais à vontade…

Presidenta: Não, eu não me sinto mais a vontade, nem menos. Eu acho que é um gesto elegante dos ministros porque não é necessário o ministro colocar o cargo à minha disposição, ele está sempre à minha disposição. Essa é a regra do jogo em qualquer país presidencialista.

Jornalista:Alguns podem continuar?

Presidenta: Eu não vou entrar nisso agora, nesta questão. Eu não vou falar sobre a minha reforma ministerial.

Jornalista: Esse ano, até o final do ano não haverá novidades? …

Presidenta: Não vou dizer isso para você.

Jornalista: Tá bom, presidente, então sobre o Barack Obama, a gente pode chamar de… foi uma reunião bilateral, foi um encontro, foi uma conversa rápida, de que forma foi e se isso ajudou a resolver aquele episódio…

Presidenta: Olha, foi uma conversa bastante informal, não houve, vamos dizer assim, uma discussão sistemática. Nós estamos fazendo tratativas aí, fora dessa reunião aqui, nós estamos fazendo tratativas entre o nosso ministro das Relações Exteriores, o Ministério das Relações Exteriores e o equivalente americano no sentido de estudar uma volta, uma ida minha aos Estados Unidos. Agora, nada ainda foi tratado definitivamente. Você há de convir que eles acabaram de sair de uma eleição. Agora, não é? Então, a discussão foi uma discussão bem mais… a discussão mais forte foi até pelo telefone.

Jornalista: E só para terminar, o ponto mais importante para o Brasil no G20, em resumo, qual foi? Foi a conversa que a senhora teve com o presidente chinês? Liberação da carne?

Presidenta: Olha, eu acho que o G20, como um todo, dessa vez foi muito interessante no seguinte sentido: acho que o G20 percebeu – nós todos – percebemos que há que fazer um esforço maior pela retomada. A retomada econômica. Que todos nós temos de fazer, cada um de nós, a nossa parte. Por quê? O que tem acontecido são tempos diferentes de recuperação. Então, por exemplo, todos os países emergentes tiveram uma situação melhor durante quatro anos, vamos dizer assim: oito, nove, dez, onze. E resistiram à crise, todos nós resistimos à crise nesse período. Até que ela atinge, de uma forma ou de outra, todos nós também. A China, por uma redução muito significativa do crescimento. O Brasil, idem. A Rússia também. A África do Sul também. A Índia, um ano pior, outro ano melhor. Então, o que é a realidade é a seguinte: nós temos de ter uma ação concertada no sentido de recuperar as condições de crescimento. É essa, eu te diria assim, a convicção maior. A ação tem de ser concertada entre todos nós. E aí é muito importante, é óbvio que é importante, que a economia americana e o próprio Reino Unido – mais a economia americana, que dá efeitos mais globais, não é? – tenha agora uma visão de… uma perspectiva de uma recuperação maior. Mas, tudo se passa como se fosse meio de lado, o crescimento. Então, o que nós precisamos é de um esforço concentrado. E, dessa vez, ficou mais claro dentro do G20 que você tem de atuar do lado da demanda. Tem de atuar do lado da demanda. Nós temos uma situação de baixo desequilíbrio porque nós não temos uma dívida bruta, sobre o PIB, elevada, nem uma dívida líquida, sobre o PIB, elevada. Nós, em relação à situação dos demais países, por exemplo, europeus, que têm uma dívida bruta e uma dívida líquida elevada, nós temos uma situação diferenciada. Mas nós precisamos dessa recuperação de todos para ser uma recuperação mais robusta, porque senão ela vira aquele voo de ganso, não é? É de galinha? Ganso voa maior. Um voo de galinha.

Jornalista: Presidente, Débora Berlinck, do Globo

Presidenta: Você está boa?

Jornalista: Tudo bem! E a senhora?

Presidenta: Também.

Jornalista: Como é que a senhora responderia às pessoas que estão saindo na rua, no Rio, pedindo seu impeachment ou ainda uma intervenção militar? Essa é minha primeira pergunta. Segunda, a gente tem uma situação hoje com a cúpula das maiores empreiteiras do país na prisão. A dimensão desse escândalo chocou a senhora?

Presidenta: Posso te falar uma coisa? Eu acho que a gente tem de acostumar nem uma coisa, nem outra. Nosso país é um país, hoje, democrático. Nós não… o Brasil não se abala por um escândalo. Nós temos hoje uma opção democrática consolidada. Nós não somos um país que chegou ontem à democracia. Então, as manifestações – respondendo a sua primeira pergunta – eu não concordo com o teor das manifestações. Mas com a manifestação em si, eu não tenho nada contra, nem a favor. O Brasil tem espaço para ter manifestação que for, mesmo uma que signifique a volta do golpe. Mesmo uma assim. Por quê? Porque nós somos hoje, de fato, um país democrático. Então, reconhecer isso é entender que faz parte da nossa história, hoje, sermos capazes de tolerar, inclusive, as manifestações mais extremadas. Faz parte. O que acontece em países democráticos. Ele absorve. E eu acho que processa até propostas mais intolerantes. O Brasil, hoje, tem essa capacidade, ele processa. Absorve e processa. Então eu vejo isso dentro de um quadro democrático que nós atingimos. A segunda era?

Jornalista: Se a senhora se choca ou se chocou com a dimensão desse escândalo. Nós temos a cúpula das grandes empreiteiras do país na prisão hoje.

Presidenta: Olha, eu não acho que nem toda a Petrobras, nem todas as empreiteiras. Eu não acho que também dá para demonizar as empreiteiras desse país. São grandes empresas e, sim, A, B, C ou D praticaram mal feitos, atos de corrupção etc, ou de corromper. Eu acho que eles pagarão por isso. Agora, isso não significa que a gente vai pegar e colocar um carimbo na empresa. Não se faz isso. Tratar de forma, eu diria assim, dentro da normalidade democrática, um caso desses é o nosso teste também. É sabermos que nem todos são culpados e que não dá para pegar e estender a culpa de uns para todos, não dá para fazer isso. Agora, a culpa vai ter de ser individualizada em todos os casos. É essa uma das características da Justiça no nosso país. Nós vamos ter de julgar indivíduo, nós não vamos julgar a empresa x, y ou z. A não ser que ela seja 100% indiciada, o que não é o caso.

Jornalista: Então a senhora vai continuar trabalhando com cada uma dessas empresas?

Presidenta:Óbvio, óbvio. A não ser que se prove o contrário. Senão seria um caso de, eu diria, de tomar um culpado por todos. Não se trata disso, não? Nós não podemos fazer isso, porque isso leva ao oposto. Qual é o oposto? Parar de investigar, o que nós não queremos. Nós queremos ser um país que seja capaz de investigar e punir aqueles que são culpados. E que crie um ambiente que é fundamental para nós. Que ambiente? Um ambiente em que a coisa pública, e mesmo a privada, seja respeitada dentro das regras vigentes que nós adotamos. É isso que nós queremos. Nós queremos punir os culpados. Mas não podemos deixar que ao punir o culpados, se puna o inocente. Temos de punir o culpado e o inocente não.


Beijo para vocês.

Aviso do pastor silas malafaia, bancada evangelica é a maior da camara dos deputados

O aviso é do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus-Vitória em Cristo, que diz: “Não daremos mole nos Direitos Humanos”. Ele afirma que a bancada evangélica ficou mais forte. Hoje, são 74, contra 88 do PT.


Em outubro deste ano engordou. Em 2015, serão 85 integrantes, contra 70 do PT. A orientação é dar prioridade às comissões de Direitos Humanos e de Seguridade Social e Família, em que são discutidos os assuntos prioritários para seu público.

Icó tá um caso serio, saõ dias e noites sangrentas.

Que Deus possa estender as suas mãos e guardar de todo maú, todas as pessoas de bem que moram no icó.

Obra de pavimentação em pedra tosca, no distrito de santarém orós, foi visitata pelo senhor prefeito simão pedro

A obra de pavimentação em pedra tosca no distrito de Santarém. Já estão prontas algumas ruas do distrito de Santarém- orós. Quando a obra de pavimentação estiver concluída, as ruas beneficiadas serão: Rua da Matriz, Rua da Teleceará, Rua Joaquim Candido Sobrinho, Rua Travessa Joaquim Candido Sobrinho, Rua Nossa Senhora da Conceição, Rua São Francisco e Rua Travessa São Francisco

AMANHECEU NEBLINANDO EM ORÓS

domingo, 16 de novembro de 2014

icó continua violênto, agriculltor é assassinado

Na noite desse sábado [15], por volta das 18h30, na Rua Monsenhor Frota, na cidade de Icó, foi morto a bala o agricultor José Waldir de Lima Pinheiro, conhecido como Waldir, 45 anos, natural de Jaguaribe - CE, residente na Rua C, Conjunto Gama, em Icó.
De acordo com informações, a vítima foi alvejada por vários disparos de arma de fogo, principalmente na região do tórax. Os acusados do homicídio foram dois homens que chegaram em uma moto atirando e até o momento não foram identificados.
A Polícia Militar se deslocou, quando ocorrido o fato, para o local da morte e realizou diligências pelas proximidades do ocorrido, visando identificar e prender os autores do crime.
Conforme informações de populares a vítima é pai de um presidiário de Icó conhecido por “Valdinei”, que na última quarta-feira [12] foi transferido para  a Penitenciária Industrial Regional do Cariri [PIRC] em Juazeiro do Norte-CE. Não há informações da motivação do crime.

Construção do posto de saúde, e do cras do multirão bom jesus orós, foi visitada pelo senhor prefeito simão pedro


O Governo Municipal de Orós tendo a frente o senhor Prefeito Simão Pedro. Visitou nesta quinta-feira (13/11) no Mutirão Bom Jesus na sede do município, a construção da Unidade Básica de Saúde (UBS) e da construção do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). O Valor da construção do Posto de Saúde e do CRAS do Mutirão Bom Jesus é de mais de 600 mil reais.

As duas obras já estão numa etapa bem avançada. A estrutura contará com área externa para embarque e desembarque de veículos, sala de recepção e espera, banheiros, sala de estocagem e dispensa de medicamentos, consultórios, salas de curativos, procedimentos e enfermagem, consultório odontológico, almoxarifado, cozinha.


FONTE: GOVERNO MUNICIPAL DE ORÓS


sábado, 15 de novembro de 2014

ORÓS PEDE PAZ

Diante de tanta violência em orós e em tantas outras cidades, o que nos resta é pedir a Deus que venha nos guardar de todo maú, porque na verdade só ele pode de fato acabar com toda maldade do homem e nos dar a verdadeira paz que o mundo não tém.

Portal orós publicou: vereadores de oposição em orós pedem explicações ao poder executivo sobre determinados fatos e comentários

Durante a sessão a vereadora Aldalice Gomes:

Solicitou como representante do povo explicações sobre os comentários do fechamento do CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), por causas das demissões, já que o mesmo recebe verbas federais para funcionar?

E também sobre o comentário da diminuição das horas de atendimento do médico cardiologista que dava o resultado dos eletrocardiogramas feitos no hospital? “Um paciente me procurou e disse que essa foi a informação que passaram a ele no hospital quando o mesmo tentou fazer um eletrocardiograma”.

E mais sobre algumas contratações de servidores para trabalhar quatro horas recebendo menos de um salário mínimo, todos nós sabemos e é lei federal que nenhum servidor pode ganhar menos que um salário, então porque isso vem acontecendo em Orós?

O vereador José Francenildo (Miúdo):

O vereador José Francenildo (Miúdo), solicitou também explicações ao poder executivo: “A mais de seis meses eu falei com a secretária de educação e com o prefeito, que tem motorista dirigindo ônibus escolar de forma irregular sem habilitação e até hoje nenhuma providência foi tomada, Deus nos livre de um acidente acontecer com um motorista desse despreparado dirigindo um ônibus com trinta quarenta alunos. Isso é muito grave, e não tem desculpas porque falei pessoalmente com a secretária e o prefeito”, destacou o vereador.


Palestina orós, recebe quadra poliesportiva

O Governo Municipal de Orós já iniciou a construção de uma nova quadra poliesportiva no Distrito de Palestina, seguindo uma proposta de criar condições para os alunos da Rede Municipal de Ensino praticar as mais variadas atividades esportivas e de lazer, além de atender a comunidade residente no entorno do referido distrito.

Hoje o Prefeito Simão Pedro esteve no local da obra para fiscalizar e observar de perto a construção da Quadra Poliesportiva.

A quadra poliesportiva está sendo construída com recursos do Governo Federal, via Ministério da Educação - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

De acordo com a Secretária de Educação, Juventina Vidal, esta é mais uma obra de suma importância em andamento em nosso município, o que mostra o compromisso do prefeito Simão Pedro na busca de melhorias para a educação e lazer de nossas crianças.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

assassinato a bala em igarói, na praça da igreja



Ocorreu as 18 horas da noite de ontem 11/11/2014 no distrito de igarói na rua das flores orós um homicídio abala. A vítima tratava-se de Jose Pedro da silva, que tinha 28 anos de idade e era motorista.  Segundo testemunhas a vítima se encontrava na praça quando chegou um carro fiat com 4 homens, sendo que dois saíram de dentro com direção a vítima e efetuaram quatro disparo: dois na cabeça e 2 nas costa.

Violência em icó,operação policial após onda de assalto e assassinato

Além de
Uma arrojada operação policial iniciada por volta das  3h30 desta quarta-feira (12) em Icó mobilizou dezenas de agentes e resultou na prisão de 9 pessoas, apreensão de armas, munições, bala clavas, dinheiro e droga. A ação teve a coordenação do delegado Osmar Bordes com o apoio de Flávio Santos, delegado de Várzea Alegre, além do apoio de viaturas da PM, inclusive do COTAR, capitaneados pelo major Herman, de Iguatu, e o capitão Segisnaldo, de Icó. De acordo com o delegado Marcos Sandro Nazaré, titular da Delegacia de Polícia Civil de Icó, a operação foi promovida em virtude das sete mortes registradas nos últimos 45 dias naquela cidade, a mais recente nesta terça-feira quando um cabeleireiro foi executado com 18 tiros em seu salão de beleza. Segundo a Polícia local, há indícios de que os nove presos teriam associação criminosa para a prática de homicídios e tráfico de drogas. Os policiais ainda apreenderam ainda pássaros silvestres no Conjunto Pedrinhas. Ao amanhecer desta quarta-feira os agentes cumpriram os primeiros mandados expedidos pelo Juiz Ricardo Alexandre da Silva Costa, em que foram presos Mauro Sergio Duarte da Silva, o Chico Fogo, de 33 anos. Com ele os policiais encontraram uma escopeta calibre 12 de repetição municiada, uma pistola 380 e munições. Seus irmaõs, Eliábio da Silva Duarte de 25 anos foi preso e Josué também foram capturados com um revólver 38 municiado. No mesmo tempo, em operações paralelas na cidade, no conjunto BNH, foi preso Germeson Maycon Moreira da Silva, de 21 anos, com um revólver. Ele atirou contra policiais civis e foi autuado também por tentativa de homicídio pelo delegado osmar borges. Outro que acabou preso foi Roberto Bezerra da Silva de 44 anos, morador do GH-2 com uma espingarda caseira. Ainda foi presa Ana Priscila Oliveira Felizardo de 23 anos, residente na Francisco Maciel. Escutas telefônicas favoreceram a polícia na operação. O delegado Marcos Sandro acrescentou que sete perigosos detentos que ordenavam o tráfico de drogas e execuções na cidade foram transferidos na manhã desta quarta da cadeia de Icó para penitenciárias de segurança máxima. Ainda restam 10 mandados a serem cumpridos e outros sete envolvidos na quadrilha foram mortos este ano em disputa pelo tráfico.

Fonte - Miseria

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O que o povo do ceará espera do novo governador de 2015?

O ceará inteiro está na esperança de que algo seja feito em favor da segurança publica e também na área da saúde! que venham bons resultados!

Gabarito oficial do Enem 2014

O gabarito oficial da edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgado até quarta-feira (12). Neste ano, o exame do Ministério da Educação bateu recorde com a participação de mais de 6,2 milhões de candidatos, segundo dados divulgados pelo próprio MEC na noite deste domingo (9). 


No total, 8,7 milhões de pessoas se inscreveram para a prova, mas o índice de abstenção foi de 28,6%, abaixo da taxa de 29% registrada na edição anterior. O número de pessoas que fizeram as provas foi cerca de 24% mais alto que em 2013, quando 5 milhões de candidatos compareceram ao exame.

previsão para o inverno e chuvas de 2015 no Ceará,Nordeste



Como sempre existem aqueles que se dizem terem experiências quando vamos ter um inverno bom ou ruim, para 2015 também existe esta previsão da parte daqueles que dizem ter essas virtudes de observador dos tempos e da ciência. Para este ano moradores do campo dizem que acreditam que as chuvas de 2015 serão boas, em virtudes de fortes redemoinhos estarem constantemente acontecendo. Também existem aqueles que dizem que toda era de 15 é ruim, então o que nos resta é esperar pra verdadeiramente sabermos. Que Deus possa abençoar o ceará e o Nordeste inteiro, e que possamos ter um bom inverno.

foto da Pavimentação Rochedo / Malhada Vermelha, orós


CNH Popular em Orós, mais uma etapa

Teve inicio no dia 03 de novembro de 14 (segunda-feira), mais uma etapa da CNH Popular em Orós, os alunos que fizeram o curso Educando para o trânsito e já realizaram os exames inicias: médicos, psicotécnicos e exames de vista, foram divididos em turmas e distribuídos entre as Auto Escolas participantes da CNH Popular em Orós.

A Primeira Escola já iniciou as aulas de legislação de trânsito para 140 alunos e na próxima semana mais 137 alunos estarão fazendo o curso.


Na sequencia mais alunos serão chamado para dar continuidade a CNH Popular em Orós.

Novembro azul em orós pela saúde do homem


sábado, 8 de novembro de 2014

portal orós pabeniza todos os radialista

F 07 DE NOVEMBRO DIA DO RADIALISTA
açamos tudo com amor e verdade e o trabalho ficará para  todo o sempre.
Jamais será esquecido, pois terá sido proveitoso à humanidade.
É questão natural de justiça. (Paiva Netto)

Homenagem do Portal Orós a todos os RADIALISTAS pelo nosso dia e pela
solidariedade demonstrada por meio de atos que muito têm contribuído

para a transformação da população, ao levar-lhe informação, cultura e entretenimento.

comissão aprova proibição de validade para creditos de celular prepago


A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou nesta quarta-feira (5) proposta que proíbe a imposição de prazo de validade aos créditos de celulares pré-pagos. Atualmente, de acordo com regulamentação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as empresas podem estabelecer prazo de 30 a 180 dias para o uso dos créditos.

De acordo com o texto, a operadora poderá suspender o serviço totalmente, inclusive com o bloqueio para o recebimento de chamadas, apenas 12 meses após a utilização do último crédito.

Além disso, a proposta obriga as operadoras de telefonia a instalar escritórios nas capitais dos estados e em demais municípios com mais de 200 mil habitantes, para atendimento presencial dos usuários.

O texto aprovado é o substitutivo do deputado Júlio Campos (DEM-MT) ao Projeto de Lei 2400/07, do deputado Moreira Mendes (PSD-RO). O projeto original previa a instalação de escritórios para atendimento presencial em municípios com mais de 500 mil habitantes. Ainda de acordo com o texto original, a operadora só poderia suspender o serviço 24 meses após o fim dos créditos.

“A visível queda da qualidade na prestação dos serviços, bem como a dificuldade encontrada pelos clientes das empresas telefônicas para a resolução de seus problemas, são motivos suficientes para o Poder Legislativo criar as estruturas de atendimento presenciais demandadas pelos usuários dos serviços de telefonia”, disse o relator.

A proposta também obriga as operadoras de telefonia fixa e móvel a dispor serviços de atendimento aos consumidores de forma gratuita, por meio de telefone 0800 ou similar.

Tramitação

De caráter conclusivo, a proposta será analisada ainda pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e 

servidores publicos temporários da prefeitura municipal de orós são suspensos? e outros contratados?

Simão Pedro Alves Pequeno, Prefeito Municipal de Orós, Estado do Ceará, no uso de suas atribuições legais, conferidas pela Lei Orgânica Municipal e pela Política Pátria, resolve:

CONSIDERANDO Recomendação Nº 003/2014, do Ministério Público Estadual da Comarca de Orós, que recomenda a abstenção do Governo Municipal de contratar, nomear, bem como exonerar todos os contratos temporários existentes;

CONSIDERANDO Ofício nº. 353/2014, da Lavra do Ministério Público Estadual da Comarca de Orós.
CONSIDERANDO O Princípio da Eficiência da Administração Pública, Princípio de Continuidade do Serviço Público, devendo o serviço público dever ser prestado de maneira continua.

DECRETA:

Art. 1º. Ficam revogadas Licenças Sem Vencimentos e Licenças Prêmios de todos os Servidores Públicos Municipal de Orós, que estejam em gozo dos referidos benefícios, por motivo de força maior e interesse da Administração Pública, devendo estes servidores retornarem, as duas atividades e/ou Secretarias Municipais para as quais estão lotados, a partir do dia 20 de Novembro de 2014.

Art. 2º - Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação.
REGISTRE-SE, PUBLICA-SE, CUMPRA-SE.
Gabinete do Prefeito Municipal, em 31 de Outubro de 2014.

Simão Pedro Alves Pequeno

Prefeito Municipal de Orós

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Dima e ceará

Presidente Dima 100% aprovada no ceará, fala população cearense.

Governqador cide gomes do ceará decreta estado de emergéncia e calamidade nos municipios no ceará

DECRETO Nº 31.619, 05 de novembro de 2014
DECLARA EM SITUAÇÃO ANORMAL, CARACTERIZADA COMO SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA, AS ÁREAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ AFETADAS PELA SECA – COBRADE: 1.4.2.1.0, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
O GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ, no uso das atribuições que lhe confere o art.88, inciso IV e XIX, da Constituição do Estado, com fundamento na Lei Federal nº12.340, de 1º de dezembro de 2010, na Lei Federal nº12.608, de 10 de abril de 2012, no Decreto Federal nº7.257, de 4 de agosto de 2010, e na Instrução Normativa nº1, de 24 de agosto de 2012, que trata dos procedimentos e critérios para a decretação de situação de emergência ou estado de calamidade pública;
Considerando a continuidade da situação de emergência decorrente do desastre seca declarada através do Decreto Estadual nº31.475, de 08 de maio de 2014, publicado no D.O.E. do dia 09 de maio de 2014; Considerando a irregularidade significativa na quantidade e na distribuição temporal e espacial das chuvas no território do Estado do Ceará ocasionando insuficiência na recarga dos mananciais, que vêm comprometendo o armazenamento de água, causando sérios problemas no abastecimento para o consumo humano e animal desde o ano de 2012;
Considerando que a colheita das culturas plantadas nos municípios ficou comprometida devido aos baixos índices pluviométricos, contribuindo para intensificar as dificuldades econômicas e comprometendo o padrão de qualidade de vida da população e que o plantio depende da manutenção dos índices pluviométricos observados no Estado;
Considerando competir ao Estado à preservação do bem estar da população, bem como a implementação de atividades socioeconômicas nas regiões atingidas por eventos adversos causadores de desastres, para, em regime de cooperação, combater e minimizar os efeitos das situações emergenciais; Considerando o Parecer Técnico favorável nº03/2014, datado de 29 de outubro de 2014, da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil – CEDEC/Corpo de Bombeiros Militar do Ceará – CBMCE; DECRETA:
Art.1º – Fica declarada a existência de situação anormal provocada por desastre crônico, gradual e previsível, caracterizada como SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA, nos municípios constantes no Anexo Único deste decreto;
Parágrafo Único – Esta situação de anormalidade é válida apenas para as áreas dos municípios constantes no Anexo Único deste Decreto,
comprovadamente afetadas pelo desastre, conforme Formulário de Informações sobre Desastres – FIDE, integrante do processo de
declaração de Situação de Emergência dos referidos municípios.
Art.2º – Confirma-se a mobilização do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil no âmbito do Estado, para prestar apoio complementar aos municípios atingidos, mediante articulação com todas as setoriais do Governo Estadual, Coordenadoria Estadual de Defesa Civil – CEDEC e Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil – SEDEC.
Art.3º – Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação,devendo vigorar por um prazo de 180 (cento e oitenta) dias.
PALÁCIO DA ABOLIÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ, em Fortaleza, aos 05 de novembro de 2014.
Cid Ferreira Gomes
GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ
Municípios
1. Abaiara
2. Acarape
3. Acaraú
4. Acopiara
5. Aiuaba
6. Alcântaras
7. Altaneira
8. Alto Santo
9. Amontada
10. Antonina do Norte
11. Apuiarés
12. Aquiraz
13. Aracati
14. Aracoiaba
15. Ararendá
16. Araripe
17. Aratuba
18. Arneiroz
19. Assaré
20. Aurora
21. Baixio
22. Banabuiú
23. Barreira
24. Barro
25. Barroquinha
26. Baturité
27. Beberibe
28. Bela Cruz
29. Boa Viagem
30. Brejo Santo
31. Camocim
32. Campos Sales
33. Canindé
34. Capistrano
35. Caridade
36. Cariré
37. Caririaçu
38. Cariús
39. Carnaubal
40. Cascavel
41. Catarina
42. Catunda
43. Caucaia
44. Cedro
45. Chaval
46. Choró
47. Chorozinho
48. Coreaú
49. Cratéus
50. Crato
51. Croata
52. Cruz
53. Dep. Irapuan Pinheiro
54. Ererê
55. Farias Brito
56. Forquilha
57. Fortim
58. Frecheirinha
59. General Sampaio
60. Graça
61. Granja
62. Granjeiro
63. Groairas
64. Guaiuba
65. Guaraciaba do Norte
66. Hidrolândia
67. Ibaretama
68. Ibiapina
69. Ibicuitinga
70. Icapuí
71. Icó
72. Iguatu
73. Independência
74. Ipaporanga
75. Ipaumirim
76. Ipú
77. Ipueiras
78. Iracema
79. Irauçuba
80. Itaiçaba
81. Itapajé
82. Itapipoca
83. Itapiúna
84. Itarema
85. Itatira
86. Jaguaretama
87. Jaguaribara
88. Jaguaribe
89. Jaguaruana
90. Jardim
91. Jati
92. Jijoca de Jericoacoara
93. Jucás
94. Lavras da Mangabeira
95. Limoeiro do Norte
96. Madalena
97. Maranguape
98. Marco
99. Martinópole
100. Massapê
101. Mauriti
102. Meruoca
103. Milagres
104. Milhã
105. Miraíma
106. Missão Velha
107. Mombaça
108. Monsenhor Tabosa
109. Morada Nova
110. Moraújo
111. Morrinhos
112. Mucambo
113. Mulungu
114. Nova Olinda
115. Nova Russas
116. Novo Oriente
117. Ocara
118. Orós
119. Pacajus
120. Pacatuba
121. Pacoti
122. Pacujá
123. Palhano
124. Palmácia
125. Paracuru
126. Paraipaba
127. Parambu
128. Paramoti
129. Pedra Branca
130. Penaforte
131. Pentecoste
132. Pereiro
133. Pindoretama
134. Piquet Carneiro
135. Pires Ferreira
136. Poranga
137. Porteiras
138. Potengi
139. Potiretama
140. Quiterianópolis
141. Quixadá
142. Quixelô
143. Quixeramobim
144. Quixeré
145. Redenção
146. Reriutaba
147. Russas
148. Saboeiro
149. Salitre
150. Santa Quitéria
151. Santana do Acaraú
152. Santana do Cariri
153. São Benedito
154. São Gonçalo do Amarante
155. São João do Jaguaribe
156. São Luis do Curu
157. Senador Pompeu
158. Senador Sá
159. Sobral
160. Solonópole
161. Tabuleiro do Norte
162. Tamboril
163. Tarrafas
164. Tauá
165. Tejuçuoca
166. Tianguá
167. Trairi
168. Tururu
169. Ubajara
170. Umari
171. Umirim
172. Uruburetama
173. Uruoca
174. Varjota
175. Várzea Alegre
176. Viçosa do Ceará
(Diário Oficial do Estado)

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

As provas do enem 2014, pela primeira vez irão ser feitas em orós, para todos jovens oroenses

Os estudantes de Orós poderão ficar tranquilos neste ano. Pela primeira vez a cidade irá sediar as provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), e os candidatos poderão fazer as provas no município, sem a necessidade de viajarem para outros municípios para fazerem o exame.

Segundo o prefeito Simão Pedro, Orós está preparado para sediar o ENEM, visto que o município possui uma estrutura boa para sediar as provas do ENEM.

FIQUE ATENTO

Os portões de acesso serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário oficial de Brasília).

Como são as provas
O Enem é composto por quatro provas objetivas, com 45 questões de múltipla escolha cada, e uma redação.

Confira os dias das provas:
Dia 8/11/2014 (1º dia):
Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.
Tempo para a prova: 4h30

Dia 9/11/2014 (2º dia):
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Matemática e suas Tecnologias.
Tempo para a prova: 5h30

OBS: MUITO CUIDADO COM A QUESTÃO DO HORÁRIO, POIS ÁGUA BRANCA ESTA DE FORA DO HORÁRIO DE VERÃO, ENTÃO:
Quanto ao horário de abertura e fechamento dos portões:
Os participante poderão entrar no intervalo das 11:00 as 12:00, e não será permitida a entrada depois das 12:00 horas.

Dicas

Verifique com antecedência na página do Inep (http://sistemasenem2.inep.gov.br/localdeprova) o local de prova para o qual foi designado.
- Faça o trajeto até o local de prova antes do dia do exame.
- Recomenda-se que todos os participantes compareçam ao local de realização das provas às 12h, de acordo com o horário oficial de Brasília.

DOCUMENTOS VÁLIDOS

Para realizar as provas do Enem, é necessário apresentar um documento de identificação original com foto. Documentos aceitos:
- Cédulas de identidade (RG), emitida por Secretaria de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar ou Polícia Federal;
- Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros;
- Identificação fornecida por Ordens ou Conselhos de Classe, que, por lei, tenham validade como documento de identidade;
- Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), emitida após 27 de janeiro de 1997;
- Certificado de Dispensa de Incorporação;
- Certificado de Reservista;
- Passaporte;
- Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com foto, na forma da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997;
- Identidade funcional em consonância com o Decreto nº 5.703, de 15 de fevereiro de 2006;

Em caso de perda, extravio, furto ou roubo de documento de identificação, o participante deve apresentar o Boletim de Ocorrência com data de, no máximo, 90 dias antes da data da prova.

O QUE LEVAR NO DIA

Cada participante deve ter em mãos caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Ela é obrigatória para o exame. O uso de outra cor impossibilita a leitura ótica do cartão-resposta.

Documento de identificação original com foto, cartão de confirmação da inscrição e alimentos.


Qualquer duvida acesse: http://enem.inep.gov.br/

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

distritos de orós que vão receber telefonia móvel 3 G e intenet são Santarém, Palestina e Guassussê Até 2016

Telefonia móvel 3G chegará a Santarem, Palestina e Guassussê Até 2016.

O Governo do Estado começou a levar serviço de telefonia e internet 3G a vilas e distritos rurais do Ceará. O projeto prevê a implantação de infraestrutura de telefonia móvel em localidades cearenses selecionadas previamente pelo Governo por não terem sido ainda atendidas ou que registraram baixa área de atendimento de telefonia móvel. O programa é coordenado pela Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra) e a operadora habilitada para o fornecimento da rede é a Vivo. A empresa apresentou o projeto que melhor se encaixou quanto aos aspectos técnicos e operacionais. A Seinfra vai acompanhar todo o processo, mediante vistoria técnica, análise do valor do investimento, das especificações técnicas e da compatibilidade dos equipamentos instalados.

A Secretaria da Fazenda (Sefaz) cuidou do atendimento às condições tributárias da operação. O Governo do Estado, mediante o decreto 31.499, de 24 de março de 2014, regulamentou a lei que dispõe sobre a concessão de incentivo fiscal às empresas prestadoras de serviços de telefonia móvel que destinarem recursos em investimento de infraestrutura para o setor em localidades onde o serviço ainda não chegou. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado em março deste ano.

Acesso à telefonia

Até o final do ano de 2014, aproximadamente 40 distritos serão cobertos pelo projeto. Ainda de acordo com o cronograma, outros 45 distritos terão a nova tecnologia até o dia 28 de fevereiro de 2015. O cronograma segue até novembro de 2016, quando 475 distritos, distribuídos por 145 municípios cearenses, terão serviços de comunicação e dados.

Nessas regiões estão sendo instalados equipamentos compatíveis com a tecnologia 3G – padrão UMTS, semelhante ou superior. O padrão UMTS – da sigla em inglês Universal Mobile Telecommunication System – é a terceira geração dos celulares, oferecendo maior qualidade na telefonia, tarifação adequada, serviços personalizados, facilidade na implementação de novos serviços nessa área e alta capacidade, dentre outras. Para o secretário da Infraestrutura, Adail Fontenele, a iniciativa é de extrema importância, “principalmente por atender pequenas localidades que ainda não possuem serviços de telefonia eficientes.”

De acordo com Marcelo Tanner, diretor regional Nordeste da Vivo, cerca de 15% da população brasileira não possui acesso à telefonia móvel. “São pessoas que vivem fora da sede de municípios e esse projeto vai melhorar a qualidade de vida daqueles que estão ilhados do mundo virtual”. Ainda de acordo com Marcelo, quando uma determinada localidade é inserida no contexto tecnológico e de internet, há um crescimento não apenas social, mas principalmente financeiro. “O comércio tem a possibilidade de fazer vendas com cartão de crédito, a prazo, e isso ocasiona em um impacto positivo na renda da população, gerando, inclusive, mais empregos”, finaliza.

Entre os distritos da região que irão receber a tecnologia estão:

ORÓS – Guassussê, Palestina e Santarém

ICÓ – Cruzeirinho, Icozinho e Pedrinhas

JAGUARIBE- Feiticeiro e Nova Floresta

IGUATU: Barreiras, Barro Alto, Baú, José de Alencar, Riacho Vermelho e Suassurana

QUIXELÔ: Antonico

SOLONÓPOLE: Assunção, Pasta e São José de Solonópole

CEDRO: Assunção, Várzea da Conceição, Candeias, Lajedo, Santo Antonio e São Miguel

ACOPIARA: Barra do Ingá, Ebron, Isidoro, Quincoê, santo Antônio, São Paulinho, Solidão e Trussu

Confira os distritos que serão atendidos pelo programa:

http://imagens.seplag.ce.gov.br/PDF/20140328/do20140328p01.pdf
#TelefoniaMóvel #CresceCeará #Tecnologia3G

Hoje as boas notícias não param! O Governo do Estado começou a levar o serviço de telefonia e internet 3G a vilas e distritos rurais do Ceará. E o melhor: até o final deste ano, cerca de 40 distritos serão cobertos pelo projeto.